Veuve Clicquot Ponsardin

por: Luís Marrana

- Quem acompanha a Ceia de Natal com champagne levanta o braço!

 

Não é muito tradicional, pois não?

 

Pois lá em casa, há uns anos, o Champagne ganhou um estatuto de indispensável!!

Querem saber como conseguiu?

 

Lá em casa, respeitamos a tradição:

Há sempre um belíssimo Presépio, o estábulo , o menino Jesus deitado nas palhinhas, sorridente, para os seus Pais, a Maria e o José, que o olham com ternura, também um burrinho e uma vaquinha. Não muito longe os três Reis Magos, como que a caminho..... as ovelhinhas e os pastores, a estrela, montada no topo do pinheirinho enfeitado com bolas de vidro e fitas coloridas...não......., não tem luzinhas chinesas! - para aqueles que as estavam a imaginar, por favor apaguem-nas.

Também há presentes, vistosos embrulhos coloridos das mais diversas formas e feitios.

É a tradição!

 

Na sala de jantar, naturalmente a azáfama é grande, o ambiente é quente, acolhedor e reconfortante, junta-se o vozeario de pequenos e adultos aos sons da televisão e ao ruído de tachos e panelas vindo lá da cozinha.

No ar paira o aroma agradável a açúcar, limão e a canela.

É a tradição!

 

A mãe apela a que todos ocupem as suas posições em torno da grande mesa rectangular, hoje posta com o serviço de Natal da vista alegre copos de pé alto, o faqueiro mais reluzente, toalhas e guardanapos decorados com folhas e bagas de azevinho......

Um luxo!

É a tradição!

É assim todos os anos.....

 

Ou quase........, houve um ano em que foi ligeiramente diferente........


 

No momento em que travessas fumegantes voavam da cozinha para a mesa da sala de jantar e aterravam com promessas de iguaria por debaixo dos nossos narizes, algo mais aterrou também!!!

 

Aqui, eu tenho de dizer-lhes que , lá em casa, enquanto que eu sou visto como um tipo bom vivant mas um bocado forreta, a minha irmã, já não é assim, ela aprecia a boa vida e, por vezes, perde um pouco a cabeça......

 

Ora nesse dia, ela exibia no rosto um sorriso de triunfo antecipado, de gozo, que ainda ninguém tinha ousado decifrar.

 

Pois bem, não satisfeita com o vinho já na mesa, ela resolveu brindar-nos com Champagne,  Veuve Clicquot Ponsardin.

Sem tirar nem pôr!!

 

Veuve Clicquot Ponsardin

 

As reacções foram as mais diversas:

 

Do irmão:

- Ehhhhh Pá tu tás maluca!

 

da mãe:

- Oh filha! tu perdeste o Juízo!!!!

 

Do marido:

(gesto de pânico, talvez as mãos na cabeça?)

 

Do Pai:

(sem tirar os olhos da travessa do bacalhau!) Ehh foste gastar um dinheirão, vais ver, gostas mais do Raposeira!

 

Da cunhada

- Pela vossa reacção isso deve ser caro.......

 

Dela própria

(Grande sorriso de triunfo!)

Eh Páhhh é uma vez no ano, se estamos celebrar, celebramos com estilo!!!!!

 

Naturalmente, daí para a frente, a bebida que ainda hoje não foi esquecida lá em casa, foi o centro de todas as atenções!

 

Sucederam-se as degustações, as primeiras caretas, as comparações o estranhar do sabor....

 

Depois as conclusões:

 

O pai, encolhendo os ombros e a escolher uma perninha de polvo:

- Bebe-se! Eu bem te dizia, muito melhor que isto é o Raposeira

A mãe, depois de uma prova demorada

Disfarçando uma careta

- Oh filha por mim não precisas de gastar dinheiro outra vez!

 

O irmão:

Com a flute na mão, a apreciar…...

Oh pá isto requer habituação. Há que beber demorada e repetidamente, para habituar ao paladar.

 

O marido: Pois, pois, da próxima vez compras tu!

 

Ela (que não ficou rendida ao paladar!!)

Oh pá é do cozido, vocês vão ver amanhã, mais fresquinho e a acompanhar o leitãozinho vai saber melhor

 

Nessa noite, o Veuve Clicquot, não convenceu!!!

 

Por tradição costumamos também almoçar todos juntos no dia de Natal em casa dos meus Pais. Por tradição nossa o almoço é leitão.

Nessa manhã, a minha mãe, num corropio como sempre, trazia uma expressão diferente, um misto de curiosa e de culpada!

Regressamos à mesa

 

Ávidos, pelo segundo teste ao Veuve Clicquot Ponsardin, todos nos lançamos na contra prova.

A surpresa foi geral!!!!

As melhoras em relação ao dia anterior eram patentes!

Agora, todos eram unânimes!!!

Excelente!

Magnífico!

O estágio no frigorífico durante a noite fizera milagres! estava excelente!

Sucederam-se as justificações

- Está mais fresco!

- Respirou

- Vai melhor com o Leitão!

 

Nesse dia, finalmente, o Veuve Clicquot Ponsardin ganhava claramente ao Raposeira

 

A autora da compra:

 

AhhhAhhh, vocês estão ver agora! pró ano vou comprar......

 

Alto aí!!!, interrompeu-a a mãe a rir-se, sem a deixar terminar a frase!!!!

 

Se é para gastar dinheiro então eu confesso já aqui!!

- Durante a noite, essa garrafa verteu-se dentro do frigorífico!!!.

-Para vocês não ficarem tristes, eu enchia com Raposeira, que vocês estão a beber e a gostar tanto!!!!


 

Desde então, é só Raposeira lá em casa!

 

É tradição!

Luís Marrana

The purpose is:  - To be prepared! 

The means are: - To practice - The reward:
To have found so many wonderful members and still be eager to find many, many more!

Somos um clube Toastmasters, situado na cidade do Porto, onde através de um ambiente descontraído, afável, seguro, profissional

 e divertido procuramos melhorar as nossas competências de Comunicação e Liderança.

 

Visita-nos todas as Quintas-feiras das 20h às 22h na ANJE.

Torna-te um comunicador e um líder mais confiante!

CONTAcTO

ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários

R. de Paulo da Gama, 4150-589 Porto

  • Black Facebook Icon

Nome *

Email *

Mensagem